quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Idade é o assunto



“É uma coisa abstrata”. Esta frase do Zeca Camargo fala sobre idade e a sensação que ela traz. Ele lançou o livro "50, Eu?". Não li. Vi a entrevista no Jô. Mas concordo com a frase. Sim, é uma coisa abstrata. Sempre digo que esse papo de “idade é experiência” é furado. A partir dos 40 não aprendemos mais nada. No meu modo de ver, passamos por todas as experiências educadoras da vida ‘no máximo’ até os 40 anos. Depois... Depois é só uma repetição de vivências com capa diferente.

Além disso, a maturidade não é um crescente. Ela vem. E para em você. Você não é mais maduro aos 50 do que aos 60. O corpo envelhece, mas a mente continua lá, como antes. Os mais novos nos veem como seres diferentes. Mas... demonstrar maturidade? Que nada! Somos isso, apenas isso.  

Mas voltando aos 50 anos... Estou na expectativa! Assim como quando fiz 40. Que crise, que nada. Traz bem-estar imaginar os 50 anos com a vida que levo hoje. A idade nunca me pesou. Nunca tive neura de envelhecer. Tenho, sim, orgulho!

Só resta me cuidar, pra comemorar todas as fases da vida de forma lúcida, saudável, feliz. Os avanços da medicina trazem benefícios desde que você não espere apenas por eles. É preciso que cada um faça a sua parte. E voltaremos a conversar daqui a 5, 10 anos. ;)

(Pensamentos desatualizados. Passados os 50, a vida me mostrou que estava completamente errada! Mas isso é papo para outro post.)